“Cidadania participativa e ações sustentáveis"

Está acabando...
Estamos todos sentindo o fim de uma era..
A era do contato entre as pessoas, dos grandes grupos de amigos, da sociedade que se reunia e via TV juntos, íamos as Discotecas, passeávamos juntos, ficavámos juntos, mesmo que a toa.
Buscar culpados não faz sentido, mas podemos buscar a origem dessa mudança.
Podemos atribuir tudo as novas gerações , ou a nós mesmos, os tiozões.
A tecnologia cavalgante, ops speedada supera-se a cada dia com seus novos lançamentos, e não conseguimos reeducar as crianças cristal, índigo ou millenials..
Ele, pode ser que tenha sido ele , o Smart Phone..., a soma de um telefone, de um walktalk, de um computador, de uma camera fotografica, foi com ele que todos nós nos reconectamos aos nossos grupos sociais de antigamente, rebatizados de mídias sociais, e então desenvolvemos uma enorme preguiça de ter contato físico com nossos conhecidos e quem dirá com estranhos.
A tecnologia está nos tirando das filas de bancos, onde fazíamos alguma social com outros clientes, fosse para reclamar da fila, do atendimento ou do próprio governo. Os aplicativos para esses monstrinhos de mão estão agora  eliminando os e-mails, que já eliminaram as cartas, aquelas, escritas a mão e colocadas no correio, pela bagatela de Cr$16.900,00 em selos, mas isso já faz muito tempo, poucos devem se lembrar. (um pouco por conta dos Alzeihmers da vida)


Os aplicativos roubam o trabalho do cartório, depois de 500 anos de autenticação das antigas assinaturas a caneta, agora tudo se resolve com bits..
Por falar em Bits, lá veem elas, as Cryptocurrencies, moedas eletrônicas, uma solução definitiva para o fim dos Bancos (ah... que sonho !), que levará ao fim da profissão de bancário, como de mais de 60% das profissões existentes nos próximos 15 anos... curto tempo, né ?


Mas como lidarmos com a robotização do mundo , se não valorizarmos a nossa espiritualidade, os nossos sentimentos ?
Sim, teremos amigos robôs, teremos namoradas e namorados robôs... eu acredito nisso,a eletronização da velha boneca inflável, mas a pergunta é, estamos prontos ?
Devemos mesmo nos afastar dos nossos amigos, da nossa família ? Aguentaremos o tranco ?
A máquina vem para nos ajudar, mas não conseguirá nos dar amor. 
Conseguiremos viver sem amor ? Sem compaixão ? Sem amparo humano ?
A espiritualidade nos diferencia das máquinas e nos une numa chama divina, que chamamos de sentimentos, e isso nos reconecta a Deus, daí o nome Religião, "religar" - antes de desligar, devemos buscar aos outros. Nas pessoas estão as nossas respostas.

Seremos avós de crianças Homo sapiens futurus, Sim, ok ? Mas eles nos reconhecerão como seus ascendentes ?
Enquanto isso está acontecendo numa velocidade até agora acompanhável, não percamos a essência. Reconectemos-nos com nossos amigos e família, núcleos originais e base de tudo o que ainda somos.
Quem consegue fazer um bolo e convidar alguém para um cafezinho ? Visita ? Sim, visitar pessoalmente alguém ou receber visita. Podemos começar por aí.
Que futuro estamos criando ?
Bem-vindos ao passado.

[ Ler Mais ]

Chegando ao fim da semana vamos olhando para trás e vendo em que ajudamos, quem ajudamos, como ajudamos e com qual interesse ajudamos.
Me deparei com um grupo de "Amigos Solidários", ao qual e juntei a fim de praticar a Solidariedade, a questão foi entender o que é o que, no universoo das palavras. Juridicamente o Solidário é o cara que se ferra por ter apoiado o inadimplente, ou algo assim, mas na vida fora dos processos, o solidário é aquele que tem "a mesma maneira de pensar; que partilha as mesmas opiniões, sentimentos, apoiando", aquele que dá apoio, então nossos amigos dão apoio a algumas instituições que abrigam pessoas com algum tipo de deficiência ou necessidade.
Me vi então fazendo um programa de rádio em uma instituição para cegos, emprestei a minha voz para para gravar audiolivros, e cantar bingos, vender rifas, etc, então eu no espelho da reflexão, refletido estava um cara que "atua segundo apenas sua própria vontade ou seguindo o impulso do momento; livre arbítrio, capricho, obstinação.", o impulso do momento já vai para 5 anos, continuando a fazer pelo prazer de fazer.
A voz não bastava, era preciso doar os ouvidos, e assim o fiz a algumas pessoas que precisavam desabafar, ou que precisavam de uma mão para segurar num momento de aflição, emprestei tambem meus olhos e pernas ao me tornar "medium de transporte" levando pessoas a lugares de tratamento, e lembrei de São Francisco, quando diz que "A cortesia é irmã da caridade, que apaga o ódio e fomenta o amor." mas ainda a me veio ao coração a minha Madrinha espiritual, a albanesa Anjezë Gonxhe Bojaxhiu, conhecida como Madre Tereza de Calcutá, que sempre provoca muito a minha consciência, mas em especial numa de suas frases sobre o dever que diz "O dever é uma coisa muito pessoal; decorre da necessidade de se entrar em ação, e não da necessidade de insistir com os outros para que façam qualquer coisa.", então acessando todos meus recursos, despido do orgulho que insiste em cercar meus pensamentos, tenho a certeza que a caridade, só pode ser um ato individual, ela só pode existir se o ato de ajudar diz respeito somente a mim e ao ajudado, sendo que a mim, me beneficiava mais, ou eu tinha essa impressão.
Então, ao ver que a Caridade é uma ferramenta maravilhosa, que vamos aprendendo a usar conforme usamos, entendo hoje que, quando começamos no trabalho da caridade a ideia é a de beneficiar alguém, então vamos fazendo tudo ao nosso alcance para extender a mão ao necessitado, aí vemos que isso está fazendo bem para nós mesmos e começamos  a fazer mais porque é a nós mesmo que estamos ajudando, essa ajuda nos torna melhores, até o momento que a prática é corriqueira e vemos que não mais pensamos em quem ajuda ou é ajudado, quem se beneficia ou é beneficiado, apenas fazemos, e seguimos o caminho, lembrando da Madre, e do nosso dever.
Para finalizar quero me redimir com os Solidários, os Voluntários e os Caridosos, enaltecendo a importância do trabalho de cada um e mais uma vez citando uma frase da minha madrinha ;


"Não é o que você faz, mas quanto amor você dedica no que faz que realmente importa."
[ Ler Mais ]

In the left picture you will see a "Pau-A-Pique" house, very common in the rural areas of Brazil, this ancient technique helps people to have a shelter at a very low cost. Basically they catch timber and wood from the neighbouring bushes plotted and tied together and filled up with a mixture of mud and cow manure.
There you go, you have a house !
But look at the picture and you will see a few interesting things, A hydrometer and a power clock. Though this family seem to be very poor, they are outsourced by water and energy companies who will charge them money that is scarce.
Well my day today was filled with information regarding earthships, in a speech
given by Mr. Michael Reynolds, who spent his last 50 years building homes from tires, beer cans, glass bottles and all sorts of re-used things. This man developed new techniques similar to old building methods of using mud, rocks, wood and other "natural" stuff like tires and cans.
But the thing here is not only about building cheap shelters, it is about cleaning the planet and rethink one's lifestyle, use the nature in one's favour to make an easy life. In his words "all water comes from the sky for free it is up to us store and use it". With some money you can buy solar panel or wind mills to produce your own food and electricity, and this is what Earthships are all about.
Here is a good example of what an Earthship looks like, it is a house surrounded by thermal mass, or soil if you like, that makes sure the temperature inside remains very much stable all year round, at a comfort line of 20°C to 22° depending on where they are built and the ins and outs of air, that the house will exchange with the environment. Natures will supply and the builder will rule.


Great opportunity for the Architects to learn about his style, for the engineer to forget their calculators, for the politicians to create new laws, for the people to have a house and for the planet to keep humans here a little longer. 
Thank you Mike !

Na imagem à esquerda você verá uma casa de Pau-a-Pique, muito comum nas áreas rurais do Brasil, essa técnica antiga ajuda muitas pessoas a terem um abrigo a um custo bem baixo. Basicamente eles pegam paus e lenha no mato próximo e após tranças e amarrar preenchem com barro misturado a esterco de vaca. Tá aí, o morador tem uma casa !
Mas dê uma olhada na foto e você verá uma coisa interessante, a casa tem um hidrômetro e um relógio de luz. Mesmo que a família pareça ter poucos recursos, ela é fornecida por uma empresa de água e uma de luz, que vai cobrar dela uma conta em dinheiro, que por alí é escasso.
Bom, meu dia hoje foi repleto de informações das "Casa-Naves", numa palestra dada pelo Sr. Michael Reynolds que passou os últimos 50 anos construindo casas a partir de pneus usados, latas de alumínio, garrafas de vidro e toda uma variedade de coisas pre-usadas. Esse homem desenvolveu novas técnicas similares aos métodos antigos de construir usando barro, rocha, madeira e outras coisas "naturais" como pneus, latas e garrafas.
Mas a coisa aqui não é sobre construir abrigos baratos, é sobre limpar o planeta e repensar o próprio estilo de vida, usar a natureza para seu próprio benefício e ter uma vida mais tranquila. Em suas palavras "a água cai de graça do céu, cabe a nós armazenar e usá-la". com um pouco de dinheiro você pode comprar painéis fotovoltaicos ou cataventos para produzir a sua própria comida e energia elétrica, e é isso de que se trata uma "Casa-Nave"
Aqui um bom exemplo do que uma "Casa-Nave" se parece. é uma casa rodeada de massa térmica, ou solo como você preferir que garante que a temperatura do lado de dentro permaneça entre 20°C e 22°C dependendo onde elas são construidas e com as entradas e saídas de ar, que a casa troca com o meio ambiente. A Natureza fornece e o homem controla.
Uma ótima oportunidade para os Arquitetos aprenderem sobre o estilo, para os engenheiros esquecerem a calculadora, para os políticos fazerem novas leis, para as pessoas terem uma casa e para o planeta continuarem com os humanos por aqui um pouco mais.
Obrigado Mike !



[ Ler Mais ]

Today I was talking to a great danish friend of mine whose bithday was celebrated in great stile, her family and old friend went swimming naked in freezing waters of the North Sea.
I love the Danes and their selfconfidency.
It would be much nicer to speak about the danes, great people ! But this is not the topic.
"The Emperor Is Naked", is a tale with many translations all over the world written by the danish writter Hans Cristian Andersen. It tells us how we will not see what everyone sees when we don't want to. (worth reading it again)
In Brazil it happens all the time, It sems the speed of every day's internet topics blinds people to what really is going on.
Political and companies' scandalls take turn day after day. Former presidents, Governors and Mayors, Congressmen, City Councellers, Bank and Industries' owners all taken by the same corruption lifestile.
How about the people ? Differently from the Danes, our seflconfidency only apears in the days of Canival, as the rest of the year we pretend to be wearing silk dresses when we are completely naked.
Next year we will have elections again for Presidency, Senate, Chamber of Deputies, State Governors, it will be a great opportunity to move ahead and change our status quo.
Will us finally get dressed ?




Hoje eu estava falando com uma grande amiga minha dinamarquesa que celebrou o aniversário em grande estilo, a família dela e amigos antigos foram nadar nus nas congelantes guas do mar do norte. Adoro os dinamarqueses e sua autoconfiança.
Seria muito mais legal falar dos dinamarqueses, povo maravilhoso ! Mas esse não é o assunto.
"O Imperador está nú" (ou A Roupa Nova do Rei) é uma fábula com muitas traduções feitas no mundo todo, escrita pelo escritor Hans Christian Andersen. Ela nos fala como não vemos o que todo mundo vê, quando não queremos ver. (vale a pena ler novamente)
No Brasil isso acontece o tempo todo e parece que a velocidade dos assuntos da internet  cega o povo para o que realmente está acontecendo.
Escândalos políticos e empresariais se revezam dia após dia. Ex-Presidentes, Governadores, e Prefeitos, Deputados, Vereadores, Donos de Bancos e de Empresas todos tomados pelo estilo de vida da corrupção.
E o povo ? Diferentemente dos Dinamarqueses a nossa autoestima apenas aparece durante o carnaval, enquanto no resto do ano fingimos estar usando túnicas de seda quando estamos completamente nus.
No ano que vem teremos eleições para a Presidência, Senado, Câmara dos Deputados, Governadores de Estados. Será uma grande oportunidade para seguir em frente e mudar o Status Quo.
Será que vamos, finalmente, nos vestir ?
[ Ler Mais ]

From time to time humans creat systems that will help the crowd remain in this planet a little longer.
Usually there is a system and a counter system, something like yin and yang. Socialism was oposed by Captalism for many decades, until it finally colapsed due to its lack of sustainability.
It seems Yang got stronger, so strong that after finishing its oponent it it started to destroy itself.
Davos, is a small town in switzerland with a little over eleven thousand people, that is holding the World Economic Forum. Population increased into some 5.000 well dressed ladies and gentlemen.
The top leaders are gathered together to face reality, or Wealthy concentration like we never had before on this planet.
Poverty is getting to the heart of Capitalism, wich will now be leaded by someone who is completely out of the curve. One of system's garbage.
China is ready to respond commercial war, Europe is packed with immigrants running away from misery, Brazil and Argentina are in a deep recession. Venezuela is no more what a nation can be. Japan and Scandinavia are having negative population growth, Curruption and Crime are
attacking from South to North. Stock of virgins is running out in Paradise.
Money is flowing into one direction only. Bad sign.
Here in Brazil we can still produce food to supply large parts of the World, but, will their leaders afford to distribute it ?
Yin is growing again, not in a form of Socialism, but in a form of hunger. People is dieing of starvation next door to US$10,00 meal restaurants.
What comes next ?


               Portinari's Emmigrants, 1944
[ Ler Mais ]

Recentemente uma discussão veio à tona, sobre uma escola de Samba e os Produtores Rurais sobre o "mal" e o "bem", como de tempos em tempos acontece nas sociedades democráticas. A crítica e a contra-crítica deram o tom dos ânimos de cada lado.
De um uma Nação de produtores rurais desde o Rio Grande do Sul até o Rio Grande do Norte, da Bahia à Rondônia, cada estado com suas vocações, vimos surgir a mais farta mesa de alimentos do Planeta. Isso é inegável.


A tecnificação com que o Brasil se desenvolveu após a Revolução Verde a partir da década de 50 no século passado, até os novos conceitos 30 anos após, colocou o Brasil no topo da produção de proteínas animais e vegetais.
No rastro vieram os biocombustíveis, o refloretamento e indústria de celulose, a relocação das culturas para as áreas de maior aptidão, e um novo estilo de vida emplacado pelo êxodo rural.
Os então agora netos da população rural, migrados para as cidades e sem o contato com a vida rural se tornaram apenas consumidores de alimentos , sem muita relação com a origem.
Tudo que não se conhece se torna estranho à cultura e aos costumes, então a nova classe de pensadores urbanos, desconectados com o campo se põe a criticar.
Temos algumas situações Macro no Brasil, umas geográficas outras produzidas. A gigante e desconhecida Amazônia, e a gigante e conhecida produção de grãos, são colocadas erroneamente em confronto.
Os críticos do Agronegócio entendem que esse as pessoas envolvidas com esse nome querem derrubar a Amazônia, aplicar veneno no solo e nas águas, matar populações indígenas e aumentar seu latifúndios grilando áreas, em forma de posse e ocupação irregular.
Os defensores do Agro sabem que a média das propriedades agrícolas estão em torno de 70 hectares, com as mais diferentes culturas, aplicando as melhores e possíveis técnicas agrícolas e pecuárias, sendo que a maioria do leite produzido no Brasil vem de vacas mestiças e os  alimentos agricultura familiar.
Então o que está em choque ? A definição do que é o quê.
Agronegócio é diferente de agricultura familiar ? Não. 
Tudo que é produzido a partir de agricultura, seja ela em amplas terras, seja ela em estufas ou pequenos sítios e comercializado é negócio. Quando há transação em dinheiro ou em escambo, é negócio, se é do Agro e é negócio, é Agronegócio.
Não importa se você é onívoro ou vegano, se você se alimentou de algo que não produziu, agradeça a quem produziu, agradeça ao Agro, ao Agronegócio.
Vamos rever nossos conceitos ?

Recently a discussion came up, about os of the Samba Schools in Rio, and farmers about "evil" and "good", as from time to time it happens in democratic societies. Critics and Counter-critics placed the temperature high.
As a nations of farmers, from Soth to North, East to West, each state with its talent, we watched apear the largest food table in this Planet. It can't be denied.
Technification with which Brasil developed after the Green Revolution from the 50s last century, up to new preservation concepts taken 30 years ago, has placed Brasil on top of Animal and Vegetal protein producer in the World.
Following that we had the bio-fuels, reforesting, paper industry and culture relocation to new areas wwith more aptitude and with a new lifestyle promoted by rural exodus.
The so now grandchildren of rural population, migrated to the cities with no contact with rural life have become simple food consumers with little relation with origins.
Everything you don't know becomes strange to your culture and costumes, so the new class of urban thinkers, disconected with the field are put to critics.
We have some Macro situations in Brazil, some geographics others man produced. The Giant and yet not known Amazon and the Gieant and known food production are wrongly put in confront to each other.
Agribusiness criticists understand that people evolved on this only want to put the jungle down, poison soil and waters, kill Indian populations and increase the size of their areas by taking it irregularly.
Agri supporters know that the average size of a rural property in Brazil is 70 hectares  holding the most different sorts of cultures and livestock, applying the best possible techniques, knowing that most of the milk produced are from grazing crossbred cos and family business farming.
So what is in chock, then ?  The Definition of what is what.
Is agribusiness different from family farming ? No. 
Everything that is produced from agriculture, from large farms to small glass houses and small farms is business. When there is a money or exchange of goods transaction, it is business. If is is Agri and it is business, it is Agribusiness.
It doesn't matter if you are onivorous or veganist, if you fed yourself with something you did not produce, thank those who have produced it, thank the Agri, to Agribusiness.
Shall we rethink our models ?

[ Ler Mais ]

Eu não saberia dizer se Mário Soares foi unanimidade entre os portugueses, mas com certeza na Comunidade Internacional ele o foi.
Não apenas entre os Socialistas, aos quais em sendo, os ousou desafiar,  Mário Soares foi elo de ligação entre os povos.
O "pai da democracia portuguesa" pôde de alguma forma ser comparado ao nosso Ulisses Guimarães, que aqui lutava pelas "diretas já", enquanto Mário Soares em sendo Europeísta, participou da luta contra o autoritarismo no Brasil com a mesma veemência que lutou pela descolonização da África Portuguesa.
Desde o Timor Leste, nação que só existe graças aos seus muitos esforços, até o Brasil, passando por Índia e Africa, o ex-Presidente Português deu ao Antigo Império Português um nome comum para que pudéssemos nos referenciar. Foi sem dúvidas, no campo político,  o maior líder português do último século.
Boa viagem, Vossa Alteza.
[ Ler Mais ]

Their excellencies most common phrase when they are accused of corruption is"I strongly deny it".
Several congressmen were just faced to the crude truth that they had taken bribery money from the biggest building company in Brazil, Odebrecht.
Their elections and reelections maintained fluxes of money from the Brazilian Treasure to the company and from the company to Senators and Deputies, among other politicians and other public servants, who kept the Company's interests.
Almost no Congressmen complained to the illegal act to loan obscure money to Cuba, Angola, Venezuela, Bolivia and other red countries, from BNDES (a State Bank that foments local business).
President Michel Temer in person is also accused of asking the CEOs something like R$10 million at least once.
The corruption took many former good men into the limbo, but they, of course "strongly deny it".

A frase mais comum de Suas Excelências quando acusadas de corrupção é "Eu veementemente nego". Muitos congressistas acabam de encarar a verdade crua de que eles pegaram dinheiro de corrupção da maior empreiteira no Brasil, Odebrecht.
Suas eleições e reeleições mantinham fluxos de dinheiro do Tesouro para a companhia e da mesma para Senadores e Deputados, entre outros políticos e servidores públicos para garantirem seus interesses.
Praticamente nenhum Deputado ou Senador reclamou o ato ilegal que necessitava de aprovação do Congresso para ser "emprestado" a Cuba, Angola, Venezuela, Bolívia e outros países obscuros, a partir do BNDES (Banco Estatal para fomentar negócios locais).
Presidente Michel Temer em pessoa é acusado de pedir ao Diretor da Odebrecht algo como R$10 milhões, pelo menos uma vez.
A corrupção levou muitos ex-bons homens para o limbo, mas eles "veementemente negam".





[ Ler Mais ]

A cada mês, ou quinzena é dia de alguma coisa que nos lembre alguma minoria.
Posso nomear algumas como Dia da Consciência Negra, Orgulho Gay, Natal, Dia da Independência, matéria sobre raça, sexo, religião e outras.
Por favor não me entendam errado, eu acho isso desnecessário.
Todos os dias deveríamos sorrir e ser gentis com gente de outras "raças", de outras orientações sexuais, e outras crenças religiosas. Sorrir para pessoas, não importando de onde vêem, ou como se parecem. É uma questão de respeito, de compaixão, de ser parte. Se alguem toma um dos lados, esse alguem exclui.
Acredito no equilíbrio, na harmonia, no todo.
Auto-confiança vem com apoio. Professores deveriam ensinar seus pupilos a olhar seus colegas como parte de si, clérigos deveriam falar sobre a unidade dos espíritos ao redor do Criador, líderes políticos deveria liderar as nações e não seus partidos.
Respeitar é o nome, acolher é a ação, perdoar é a opção, viver é o objetivo.
"Aquele que é feliz espalha felicidade. Aquele que teima na infelicidade, que perde o equilíbrio e a confiança, perde-se na vida". Anne Frank.

Just about every month or every 15 days is something day to remember us of some minority.
I may name a few, Black Consciousness Day, Gay Pride, Christmas, Independence Day,  matters on race, gender, religion and others.
Please don't take me wrong, I think it is unnecessary. 
Every day we should smile and be gentle to people of other "races", other sex orientation, religion belives. Smile to people, no matter where they come from, no matter what they look like, it is a matter of respect, of compassion, of being part. If one takes sides, one excludes. 
I believe in balance, in harmony in the whole.
Self-confidence comes with support. Teachers should teach their pupils to look to its mates as a part of him/herself, clerigos should talk about unity of the spirits around one creator, political leaders should lead their nations, not their parties.
Respect is the name, receive is the action, to forgive is the option, to live is the goal. 

"He who is happy spreads happiness. He who suffers in unhappiness, who loses balance and confidence, loses himself in life." Anne Frank.

[ Ler Mais ]

Que venha a reforma eleitoral. Que acabe a farra da criação dos partidos.
Sou filiado ao Partido Verde, fundado em 1996 no Brasil, com origem na Tasmânia, um dos poucos partidos internacionais que existem. O PV foi fundado para ser abrangente, ainda que pequeno, para ser ativo ainda que tenha poucos representantes no congresso, mas principalmente para defender a bandeira da preservação da vida, do meio ambiente, do fim das derrubadas de florestas e da desertificação, propor e mudar fontes energéticas menos agressivas.
A Bandeira está aí, assim como há partidos trabalhistas, liberais, sociais democratas, que muitas vezes se misturam e acabam esquecendo suas ideologias.
É preciso uma reforma sim, mas não a que extingua partidos ideológicos, mas que pelo contrário os fortaleça.
Como ? Diminuindo o numero de candidatos por partido, introduzindo o Voto Distrital, e definitivamente acabando com as coligações.
Na eleição passada fui o 21º candidato a vereador mais votado, entre 27 cadeiras disponíveis , mas não fui eleito, o PV não fez um com os 7.500 votos que obteve enquanto um Partido fez 2 vereadores com pouco mais de 4 mil votos, beneficiado pela coligação. Difícil para o eleitor entender que quem tem mais voto não entra.
Por outro lado, tivemos candidato a Prefeito, mas que não foi ao debate porque o partido não tinha o mínimo de Deputados Federais...
Pois é. É aí que a reforma deve começar.

Menos Cadeiras. (Menos Vereadores, Menos Deputados Estaduais e Federais e Menos Senadores)
Fim de Fundo Partidário (já que não existe divisão equânime)
Menos Candidatos por partido.

Tempo de TV (e debate) igual para todos.

Já faria uma grande diferença. Faria justiça democrática.

[ Ler Mais ]

A nossa Candidatura a Vereança de Ribeirão Preto nesse ano de 2016, vem coroada com a certeza de que sempre estivemos no caminho certo das denúncias de Corrupção na nossa Prefeitua e Câmara Municipal.

 Seguimos ao longo de quase 8 anos denunciando as misérias políticas dessa cidade, lutando contra e agora a Polícia Federal instaura a operação Savandija que começa a prender e denunciar empresários e políticos.

Por esses motivos e por entender que a política é para os homens de bem, e com a certeza de ter escolhido o caminho certo para o combate à corrupção me coloco como candidato a vereador, com o compromisso de fiscalizar ferrenhamente o próximo prefeito, para evitar que nossa cidade seja novamente devorada por corruptos e corruptores. Meu número é 43.000, meu Partido Verde não tem coligaçãoes.

[ Ler Mais ]

Quando nas nossas casas uma torneira começa a pingar, trocamos a borrachinha e o vazamento acaba,  se a grama do jardim está grande e a tiririca começa a tomar lugar você chama o jardineiro. 
Quando essas ações não são tomadas no momento em que o problema é identificado, o problema cresce.
Afirmo que grande parte dos buracos de Ribeirão Preto aparecem porque a água corre na rua, sem canaleta, ou obstruída pelo resto do próprio asfalto não retirado.
Voltando...Se nas nossas casas tomamos essas ações imediatas, por que o serviço público não o faz ? O processo todo de licitação de compras de serviço tem por um lado a morosidade burocrática, por outro o interesse do vendedor de serviços em faturar, mesmo que seja a um custo de propina para quem decide pela compra. Assim o farelo de asfalto, sai do buraco, cai no bueiro, entope o escoamento, que gera enchente, que invade a escola, que precisa de pintura, e assim por diante. 
Assim o mal-gestor público espera acumular tudo para fazer a mega-licitação que custará dezenas de vezes mais caro que a manutenção. Sangra o cofre e agrada a empreiteira.
Precisamos urgentemente de fiscalização e ação de manutenção. Como ?
Contratando mão de obra própria. Se a prefeitura é um órgão para prestar serviços ao munícipe, não deveria subcontratar ou terceirizar mão de obra, mas ter a sua própria. Resolver o problema imediatamente à sua identificação. 
"O que afunda o navio não é o furo que se forma, mas o furo que não se tampa." ANDRÉ RODINI
[ Ler Mais ]

Eu voto distrital