“Cidadania participativa e ações sustentáveis"

Hoje não é preciso escrever o artigo, o filme fala por si:
[ Ler Mais ]

Por que as pedras cortadas, polidas, assentadas não se encaixam mais ?
Aqui em Ribeirão Preto, funciona mais ou menos assim, nós tínhamos algumas estruturas municipais que faziam todo o serviço de manutenção da cidade, fossem Dermurp, Dursarp e outras, eram como pedras encaixadas uma nas outras, uma servia para apoiar a outra. Com o passar do tempo elas foram substituidas pelas SUPER SECRETARIAS, e pelas EMPRESAS MISTAS de Ribeirão Preto, como Coderp e Transerp.
A concentração de poder aliada ao sucateamento do equipamento municipal favoreceu com que todo o Serviço que era pontualmente feito por funcionários municipais, começasse a ser loteado em licitações.
As Licitações então começaram a ser feitas pela Coderp que se tornou ou está se tornando o caixa para todo tipo de obra, desde que feito por "Cartas Convites" ou licitações direcionadas.
Tornou-se então a maior contratadora de empresas de Terceirização que o município já viu. Essas empresas terceirizadas contratam então muita gente, o que seria contra-proditivo do ponto de vista econômico, mas sustentável do ponto de vista político.
Assim, as pedras não se encaixam mais...a pedra que deveria escorar a guia, que deveria segurar a calçada, que deveria ser nivelada, para que todos pudessem passar..., desencaixou... e todos devem agora pular as pedras cada uma incomodando a outra em total desarmonia com o todo.
[ Ler Mais ]

Vemos que um montante importante de dinheiro tem sido empenhado nas chamadas obras anti-enchentes , bem como nos leitos dos nossos córregos, com bastante empenho.
O empenho é maior quando se trata de "embelezar" as vias, com uma enorme quantidade de plantas e flores da nossa flora e da exótica também.
Na via norte foi plantada uma quantidade significativa de Palmeira de Bismarck, "Bismarckia nobilis", proveniente de Madagascar, África, as mais caras do mercado.
 Ficaria bonito, se não fosse o caso de essas plantas estarem sendo fixadas a menos de 15 metros do leito do Ribeirão, desrespeitando o Código Florestal.
Por outro lado temos observado outro crime ambiental, dessa vez promovido pelo Daerp, que é o lançamento de esgoto in natura diretamente nas bocas de lobo, fruto de uma coleta ineficaz dos efluentes, o que tem causado grande perda ao meio ambiente.

Seguimos protestando, expondo o problema, mas como diz a música do Roberto Carlos "eles estão surdos".
A belezura seguirá aparecendo e a feiura será sempre jogada para os cantos que nossos olhos não vêem e nós não estamos cegos.
[ Ler Mais ]

abertura

Caros(as) Leitores(as),

Feliz 2012. Mas venho pensando muito sobre o que aconteceu no ano passado e, do meu ponto de vista, o ano de 2011 ainda não acabou.

[ Ler Mais ]

Eu voto distrital