“Cidadania participativa e ações sustentáveis"


Eu poderia hoje começar me lembrando do filme de 1990, cujo título desse artigo se refere, mas não é exatamente do filme , baseado no livro de Oliver Sacks, com dois brilhantes atores , Robert de Niro e Robin Williams a que me refiro, tampouco à obra de escultura que se encontra em Washington cuja imagem ilustra esse texto.
AWAKENING quer dizer dispertar.
Hoje um jornal local de Ribeirão Preto, em seu editorial questiona o porquê de apenas agora estarmos protestando pelas mazelas promovidas pela política local. Indaga o Jornal o fato de não tê-lo-mo feito antes.
A minha percepção das coisas me leva a crer que se a sociedade encontrava-se adormecida, por todos os motivos sociais, econômicos, educacionais, até o começo do ano passado, um fato novo aconteceu que vem mudando toda a história que será escrita.O advento das redes sociais. Sim, mais especificamente do Facebook.
Participo de um Movimento denominado "Por Uma Ribeirão Melhor", que começou em abril do ano passado, ou seja aproximadamente a um ano. O que no começo era apenas um meio de reclamar de buracos nas ruas permitidos pela ineficiente gestão pública, foi ao longo do tempo tomando força. As pessoas que ali comentavam sentiam-se livres para fazê-lo sem repreensão. Essa liberdade de expressão se tornou uma alavanca liberadora de desejos contidos.
Começamos, então a nos reunir pessoalmente, e com as reuniões as idéias foram surgindo, ações começaram a ser colocadas em prática, e por consequência a mídia sedenta de assuntos foi aos poucos publicando fatos por nós promovidos.
Não se pode negar que o Movimento foi um dos maiores fomentadores da cassação de um vereador em Ribeirão Preto, o que deu ainda mais destaque na mídia e foi aos poucos estimulando outras entidades ao Despertar.
Em setembro do ano passado saímos a recolher assinaturas e em outubro, protocolamos um pedido de revogação de uma lei que autoriza o legislativo a aumentar de 20 para 27 o número de vereadores local, os motivos eram os óbvios, economia de dinheiro público, o abalo aos partidos políticos e seus representantes locais. Foi arquivado.
Teria sido uma perda se não houvéssemos mais uma vez despertado outros segmentos da população, OAB, CIESP, ACI, foram motivadas a aderirem os nossos motivos, e financiada a idéia foi em busca de 22.000 assinaturas, ou 5% do eleitorado para entrada de projeto de iniciativa popular, ainda em andamento.
Com a contínua surdez da Casa de Leis local, estimulada por um Poder Executivo sedento por desviar atenções para outros focos, novos segmentos da sociedade pediram voz, dessa vez os jovens que empunhados de panelas se dirigiram à Câmara Municipal aos brados de "vergonha !" para tentar impedir o aumento dos subsídios dos vereadores, o número extra de cadeiras, e inclusive recentemente anunciado, o aumento dos subsídios das diárias de viagem dos vereadores (como se vereador tivesse que viajar a trabalho).
Com tudo isso vejo ainda segmentos políticos surdos e cegos, que preferem atribuir toda essa movimentação de DESPERTAR, a uma teoria da conspiração qualquer, em que por trás de tudo haveria uma cabeça ou grupo de cabeças orquestradamente articulada par fazer baderna.
Por outro lado vemos vereadores em churrascadas, regadas a cerveja e futebol, distribuição de verduras e cestas básicas para a parcela da sociedade que ainda dorme, mas que em breve DESPERTARÁ.
[ Ler Mais ]


Assistimos domingo em rede nacional uma séria denúncia de corrupção. Palavrinha feia, né?
A maioria das cidades fazem suas licitações ou pela própria secretaria que precisa do bem ou serviço, ou pela Secretaria de Administração, não tem sido o caso de Ribeirão Preto, que faz uma grande parte de suas contratações por meio de uma empresa chamada Coderp.
A questão da transparência do ato público é que é discutível, pois a empresa não precisa necessariamente publicar em diário oficial e isso tudo tem tomado formas de ervilhas.
Faz algum tempo , mas ainda na memória de alguns Ribeirãopretanos,um ex-prefeito licitou molho de tomate com ervilhas para a merenda escolar.
O caso foi parar na justiça, pois apenas uma empresa tinha ervilhas em seus molhos, de forma que era a única habilitada a participar e naturalmente "ganhou" a licitação.
A técnica usada pelo licitante em colocar "ervilhas" nas licitações estão cada vez mais difíceis de serem rastreadas. Numa licitação de transporte público a "ervilha" era o valor patrimonial da empresa que deveria ser acima de R$60milhões, que habilitava apenas as empresas que já atuam no município, empresas de fora que não tinham tamanho capital, recorreram à Justiça e a licitação foi suspensa.
Dada a urgência urgentíssima da licitação ser colocada no último ano de governo e em ano eleitoral, já foi novamente licitado com ervilhas diferentes.
Outra licitação foi uma distribuição de reformas de pontes, em que para cada ponte havia uma empresa competindo e então cada empresa "ganhou" uma ponte, já poderíamos sentir um cheiro de salada de ervilhas.
As ervilhas são assim, pequenas mas em grupo fazem uma grande diferença nas refeições das grandes empresas. Algumas empresas tem verdadeiros restaurantes em suas sedes, e os municípios estão formando ótimos garçons.
E a lei..?., bem a lei também tem suas ervilhas.
[ Ler Mais ]


Quantas árvores são necessárias para a nossa cidade ? Penso que tantas quantas pudermos plantar. Nosso anel viário tem 42 quilometros. Os contornos Sul e Oeste são os que tem mais área verde vazia de árvores, são em alguns trechos, 30 metros ou 20 metros entre a cerca da propriedade privada e o acostamento do asfalto. Muito bem, não sou muito adepto da matemática, mas não pude me furtar a um cálculo básico da média. Se na margem Sul do anel viário, que tem aproximadamente 20km, tomarmos 20 metros de cada lado da pista e plantarmos árvores, estamos falando de 400.000 metros quadrados de cada lado, ou 80 hectares somando os dois lados só no entorno sul, se somarmos a Via Anhanguera, com mais 15km com 10 metros de cada lado, são mais 30 hectares, então já estamos falando de um sub-total de 110 hectares. Tá aí, um maciço de 110 hectares de árvores para Ribeirão Preto, já daria para abaixar a média da nossa temperatura em quase um grau Celcius. Nada mal, hein. Mas quem poderia plantar essa maravilha ambiental em nossos canaviais ? P.P.P. parceria público privada, a Concessionária entra com a área a e manutenção, os devedores ambientais entram com o custo, e nós com nossos pulmões. Para pensar e para agir.
[ Ler Mais ]

"Big Brother is watching you" teria sido quase um acerto de Orson Wells, caso entendesse que em um futuro muito próximo ao seu "1984" , nós, little brothers ofereceríamos aos Big Ones, toda a nossa informação. Sim, faça um teste. Digite seu nome completo entre aspas no Google e veja quanta informação a seu respeito está disponível para todos, seu CPF, sua data de nascimento, nome de seus pais tudo..., até aí podería-se dizer que estávamos sendo espionados, agora o que dizer de "gosto de assistir documentários" quem poderia ter oferecido tal informação, se não nós mesmos ? Voltando ao Big Brother, deparamos com o serviço público e a política, quantos amigos deixaram de comentar na sua página porque eles trabalham para o governo e você é da oposição ? Teriam eles desistido da amizade, mesmo que temporariamente ? Ou estão com medo de "curtir" algo que você escreveu contra o atual patrão com medo de retaliações ?
A rede está em todos os lugares, o grande olho que tudo vê não perde tempo. Mas o tempo... ah os olhos do tempo...esse verá um mundo muito diferente daquele que Eistein, Orson Wells, ou o Cantor Wando viram ou imaginaram ver. Dizia minha avó... "Quem viver, verá"
[ Ler Mais ]

Eu voto distrital