“Cidadania participativa e ações sustentáveis"


Quando se vota em alguem é porque se acredita nessa pessoa. Acredita-se nos propósitos e na honestidade do postulante...pelo menos deveria ser assim. As influências também rondam as pessoas, sejam as da TV, internet ou jornais.
Hoje cedo o Jornal de maior circulação de Ribeirão Preto, quem também pertence ao Grupo da EPTV, retransmissora da Rede Globo anunciou uma pesquisa furada como se fosse certa, dava ao candidato Duarte Nogueira 36% das intenções de votos, e no fechar da apuração, a realidade se mostrou muito diferente, e o mesmo candidato alcançou praticamente a metade dos votos, ou seja 48,03%, considerando ainda, por volta de 30% de abstenção, nulos e brancos, a reeleição se deu com um terço dos votos. Apenas 1/3 dos votos...

Sempre se fala em margem de erro de 3%, 4%, mas 12% não é mais margem, é o rio todo.
O Ibope já tinha errado no primeiro turno dando à Prefeita a vitória no primeiro turno, aí vem e erra de novo, as duas vezes amplamente divulgadas pela TV como se fossem certas as informações.
Aí nos perguntamos...a quem interessa ?
Qual imagem fica desgastada, de quem fez a pesquisa ou de quem a veiculou de forma tão confiante ?
[ Ler Mais ]

Passadas as eleições para vereador em Ribeirão Preto, obtivemos um desagradável resultado.
Praticamente não houve renovação da Câmara Municipal.
Ao longo do tempo a sociedade demonstrou de todas as formas que queria mudança, mas principalmente demonstrou o desinteresse e apatia total com a política, a ponto de se abster de ir votar.
Com isso os atuais vereadores obtiveram 16% dos votos válidos, contra 84% de votos em outros candidatos, mais abstenção, brancos e nulos.
Mostra mais uma vez que quando os bons se omitem os aproveitadores fazem a festa.
Uma trama de coligações partidárias em que partidos com bons candidatos se coligavam a partidos com mais vagas, garantiram coeficientes eleitorais para a reeleição da cacicagem.
Um sistema eleitoral como o que se apresenta fada a todos nós a permanecermos com sempre mais do mesmo. Está na hora de termos já o voto distrital e financiamento público de campanhaque garantiria uma representatividade mais real, uma Câmara Municipal cumpridora de seu dever e o equilíbrio de poderes.
Aguardemos pelas mudanças, aguardemos o final do 2º turno.
[ Ler Mais ]

Eu voto distrital