“Cidadania participativa e ações sustentáveis"






[ Ler Mais ]

Todo mundo morre. Essa é uma das certezas da nossa vida.
Com políticos não seria diferente.
Empresário, Advogado, ele foi Deputado Estadual, Deputado Federal, Ministro da Justiça de um ditador, chegou a ser primeiro ministro, e por fim, numa eleição indireta foi eleito Presidente do Brasil.
Ele pregava a nova política, apesar de ter feito toda sua vida parte da velha.
Tinha apoio de Dinossauros Republicanos, como Ulisses Guimarães, que também morreu tragicamente, transferindo sua herança política ao não tão nobre Quércia, que morto ainda transferiu o seu quinto ao Aloysio Nunes, que tenta emplacar-se, como o senador mais votado de São Paulo, o vice na Chapa de Aécio.
A comoção que se seguiu à morte de Tancredo Neves, logo após sua eleição, respaldou o seu vice José Sarney, é aí que a história se repete. Sarney sempre transitou junto ao poder, começou no PSD, depois UDN, PDS e finalmente encontrou-se no PMDB, passando por partidos conforme lhe cabiam em seus projetos pessoais.
Os planos econômicos do "Sacerdote da Poesia" foram caóticos, Cruzado I, Cruzado II, Bresser, Verão, cada corte de 3 zeros da moeda eram batizados de uma forma. Lá estava o Maranhense respaldado pela Morte do Velho Tancredo, o povo inebriado pelo luto se transformou em "Fiscal do Sarney", e orgulhosamente entravam em supermercados para fiscalizar as maquininhas de remarcar preços.... pobre povo ! A reaproximação com União Soviética e Cuba (quem diria) foram obras do vice Poeta.
A velha política ganhava ali uma sobrevida para mais 5 anos, para mais 10, e o Vice que se tornara presidente apenas repetia a história, a da morte de outro presidente, o Vargas, substituído por Jango, mas essa é outra história, a que vai para trás, em breve contaremos a que começa a ir para frente.
Esse é o risco da morte de um político que esteja na disputa, ou eleito, em época de eleição em um país que é mais conhecido pelo sorriso e amabilidade de seu povo, que pela luta por clareza e transparência na política.
[ Ler Mais ]

Eu voto distrital