“Cidadania participativa e ações sustentáveis"

Hoje é feriado no Brasil.
É o dia da Consciência Negra, um dia para se lembrar a saga de vários povos escravizados na África por seus pares e vendidos aos colonizadores europeus para que fossem negociados  na própria África e também nas Américas.
A escravidão, não é no entanto uma relação exclusiva negro(negroide)/branco(caucasiano) ela começou milhares de anos atrás, tendo passado por tantas civilizações, das mais iluminadas como a greco-romana, até a mais primitivas como as oceânicas ou pré-colombianas.
Fato é que ainda hoje cerca de 35 milhões de pessoas encontram-se em situação análogas à de escravos em todo o mundo, ainda nos dias de hoje, fazendo a humanidade render-se ao primitivismo mesmo que já tenhamos pisado na lua e enviado satélites para além do sistema solar.
O que deveria ser estimulado no feriado de hoje é o amor, o amor que insiste em habitar o coração das pessoas, que começa antes com o respeito pela aceitação das diferenças.
Se o feriado fosse rebatizado para DIA DO AMOR, estimularíamos humanos de todas as cores a se entenderem, se respeitarem, se aceitarem e compartilharem de todas as riquezas que a bagagem humana a trancos e barrancos acumulou até hoje.
Acredito que entre tantas injustiças haja muito mais justiças, muito mais bem, muito mais amor que ódio entre as pessoas, entre os povos.
De toda forma é um dia que podemos usar para vasculhar o nosso baú chamado Consciência, praticando perguntas que devemos nos fazer, tocando nos tabus que insistimos em maquiar, como por exemplo, em que nos escravizamos por nosso livre arbítrio ? A quais as amarras oferecemos nossos punhos ?
Bom feriado a todos.
[ Ler Mais ]

Eu voto distrital