“Cidadania participativa e ações sustentáveis"

Não sou expert em inovações tecnológicas e esse pode ser o motivo da minha admiração à distância a todos os Geeks e Nerds desse planeta.
Se pensarmos a forma como nos comunicávamos 60 anos atrás,, ou 40 ou 20 pensaremos que tudo aconteceu nessas últimas duas décadas, da TV preto e branco a válvulas, os radinhos com transístores, o famoso telefone sem fio, walkmans, SoundBoxes todo ultrapassado até agora nos chegam as últimas gerações (ultrapassadas a cada 3 meses) os smart phones, tudo parece ser tão atual quanto a própria existência do Homo sapiens no planeta, curtíssima, comparada à idade da vida por aqui.
Correspondências por meio de cartas que eram transportadas a pé, cavalo ou navio, depois avião, aliás, o avião tal qual conhecemos foi uma invenção anterior à linha de produção de Henry Ford. Hoje temos mais de 30 milhões de quilômetros de estradas rodoviárias no planeta e nossos aviões podem nos levar a qualquer lugar do mundo em 48 horas, já vão ficando pra trás.
O rádio AM tem ainda uma shelflife imbatível nos meios de comunicação, tem resistido de todas as formas à TV, ao FM, e por incrível que pareça encontrou seu espaço também na Internet.
As redes mundiais que começaram com um cabo (elétrico) submarino entre Inglaterra e EUA, ainda hoje uma obra prima de engenharia, já ficaram obsoletas visto o armazenamento de dados em nuvens.
E-mails já são obsoletos tanto quanto falecidas redes sociais, como Orkut ou sites de busca como Alta Vista. Salas de bate papo resistem ao passo que as pessoas lotadas de informação se afastam do convívio social.
As cadeiras nas calçadas, o pedido de uma xícara de açúcar para a vizinha, as visitas para tomar café, nas grandes cidades já se perderam.
A pergunta é, onde vamos parar ? Ou não vamos ?

[ Ler Mais ]

Eu voto distrital