“Cidadania participativa e ações sustentáveis"


O que é uma coisa e o que é a outra ?
Ambientalista é a pessoa que se preocupa com o meio ambiente e o defende das agressões causadas pela atividades humanas ? Ruralista é a pessoa que tem sua fonte de renda e produção na área rural e a defende de quem desconhece essa atividade econômica e social ? Bem, nesse caso eu me junto a 60 milhões de brasileiros que produzem alimentos para todos os 190 milhões, mais para as exportações que representam 35% do PIB nacional. Posso então afirmar que sou ruralista ! Tenho no meu ganha pão a atividade de importador de genética bovina, sou representante de empresa de sal mineral, e consultor em agronegócio, crio carneiros da raça Dorper, importados da África do Sul, país de onde introduzi no Brasil duas raças de gado, o Bonsmara e o Afrikanner, país que conheci quando em 1996 fui em uma missão comercial juntamente com a comitiva do recém eleito presidente Fernando Henrique Cardoso.

Perguntar-me-ão então por que eu brigo tanto pela reforma do departamento de água e esgoto, por que eu faço tanta denúncia referentes aos crimes ambientais causados pela administração pública, ou pelo combate ao desperdício de água pelas malhas perfuradas da canalização e abastecimento de Ribeirão Preto e vejo que me incluo entre os 600.000 habitantes de Ribeirão Preto que querem uma cidade e um meio ambiente melhor, mais limpo, com córregos protegidos, com ar puro, sem poluição, porque exatamente é o meio-ambiente em que vivo. Posso então afirmar que sou ambientalista !

Já pelo olhar crítico eu não me rotularia nem em uma nem em outra categoria, mas na categoria de habitante do planeta Terra, que gerou e tem a responsabilidade de criar dois filhos, que precisam tanto de água limpa e ar puro como alimentos saudáveis, proteínas animais e vegetais, precisam de roupas de fibras naturais tanto quanto de transporte com veículos cada vez menos poluentes.
Querer discriminalizar o Ruralista é desconhecer que o mesmo é um grande Ambientalista.
Se por um lado a sociedade urbana consome cada vez mais alimentos, é porque na outra ponta tem o produtor rural que a fornece. Assemelhar o produtor rural ao desmatador é de tamanha ignorância como não saber que o madeiramento do telhado da sua casa tem 98% de chance de ser de matas nativas. (quem desmata é madeireiro, não produtor rural)
É melhor conhecer os dois lados que comprar discursos prontos com rótulos forjados em falsas informações. Conhecer os dois lados da moeda é a forma mais coerente de tomar para si qualquer discurso que ataque uma ou outra frente sem buscar resultados objetivos, ou optar pela construção de uma sociedade não só interdependente, mas respeitadora das conquistas que nos levam a ser a maior nação produtora de alimentos desse nosso planeta Terra.
[ Ler Mais ]


Nessa semana, no mesmo dia, dois carros foram para dentro dos córregos de Ribeirão Preto, já que uma leve e contínua chuva umideceu as vias de toda a cidade, após breve período de seca.
Partidários do governo atual insistem em dizer que a culpa é do motorista, que é imprudente ao dirigir acima do limite de velocidade, ou que bebem antes de dirigir e que por esse motivo levam seus carros córrego adentro ou suas vidas águas abaixo.
Do que estamos realmente falando ? Não caberia ao Poder Público oferecer segurança aos motoristas ? Se o poder público oferece segurança ao presidiários , por exemplo, não poderia oferecer aos cidadãos livres ?

No ano passado em Maio,(foto acima) então passado mais de um ano, uma médica veterinária veio a falecer por afogamento quando seu carro caiu dentro do córrego da movimentada Av. Francisco Junqueira, em horário comercial. Não constou que a mesma estivesse em alta velocidade ou embriagada, mas sua vida foi ceifada aos 30 e poucos anos de idade.
O atual e então Secretário de Obras Públicas informou que não havia dinheiro para a construção da proteção, e passado um ano, ainda não há dinheiro...Então onde está o dinheiro arrecadado com as multas, que passam da casa dos milhões por mês ? De onde sairá o dinheiro para pagar as indenizações paras os parentes das vítimas de tamanha babárie ?
Então nos perguntamos, quantas vidas mais serão encurtadas e quantos pais , mães e filhos vão chorar a morte de seus amados pelo simples fato de não haver proteção para os veículos nas vias que margeiam os córregos de Ribeirão Preto.
São os motoristas os imprudentes ou a prefeitura a omissa ?
[ Ler Mais ]


Pode parecer uma pergunta de fácil e aceitável resposta na base de alguns centavos. Sim, onde há abundância de água limpa um copo de água é praticamente grátis.
Mas vejamos quanto custa por exemplo dessalinizar água em países como Arábia Saudita, ou beber água reciclada de estação de tratamento de esgoto, como em Windhoek, na Namíbia ou simplesmente tomar água contaminada e contrair cólera e ou outra doenças ?
Quando falamos em custo ambiental, não podemos medí-lo em dinheiro, mesmo porque dinheiro tem valor estimado e água tem valor real.

O mesmo se pode dizer em relação à contaminação do solo, por agentes biológicos ou químicos. Pode-se até encontrar o preço para descontaminar, mas qual o valor de se esterelizar uma área, um habitat ?
Na questão do lixo, por exemplo, ainda que alguma tecnologia de recuperação de materiais seja mais cara que comprar um material novo, ela continua sendo uma melhor opção.

Tecnologias quando aplicadas em série barateiam as operações, e por isso devem ser estimuladas, recurso natural extraído, nunca volta a ser natural.
[ Ler Mais ]

Eu voto distrital